A Patrulha Estelar – A busca por Iscandar continua

Opa e ai galera, Sir Vejeiro fazendo uma contribuição pro site. Para quem não me conhece, sou amigo do BeGOD e ele vivia quebrando as minhas garrafas de cana quando “tentavamos” beber em casa, mas vamos ao que interessa:

O saudoso Uchuu Senkan Yamato AKA Starblazers nos EUA e também conhecido no Brasil como A Patrulha Estelar[bb], que encantou a infância de muitas crianças na década de 80 nas manhãs do Clube da Criança da Rede Manchete e previamente na Rede Record[bb], recebeu no ultimo dia 1 de dezembro de 2010 um longa live action.

Space Battleship Yamato

Após Meses de propaganda na TV, revistas e até nas lojas de conveniência com posters, canecas e todo tipo de material promocional o filme foi lançado mas ainda parece meio difícil de se conseguir uma cópia.

Para quem não conhece, Criado por Leiji Matsumoto, a série é um drama/sci-fi de grande sucesso no Japão e que foi ao ar entre 6/10/1974 à 04/04/1981, sendo dividida em 3 temporadas: A Busca por Iscandar, O Cometa Império e A Crise do Sol. A série conta a saga do cruzador estelar Yamato, navio afundado durante a segunda guerra mundial e, ainda motivo de orgulho do povo japonês, reconstruído no ano de 2199 como a ultima esperança da humanidade.

Space Battleship Yamato

O filme na minha opinião é bom e um pouco corrido (dureza espremer uma década em duas horas). Ele começa com a Busca por Iscandar e termina no final do Cometa Império. A produção, atuação e toda a parte técnica são boas e foram incluídos elementos clássicos como os “Cosmo Tigers” e até o Robô Analyzer faz sua aparição. Existem algumas diferenças entre a série e o filme e as únicas coisas que me incomodaram nas mudanças foram Yuki Mori(Lola na tradução) passar de enfermeira para Ás da esquadra e o bendito do Cosmo Tiger Zero que parece ter sido tirado da série Macross, mas dá pra viver com isso.
Pensando bem, o filme tem Steven Tyler[bb] do Aerosmith[bb] cantando o tema de encerramento, então ta valendo.

Space Battleship Yamato

Leiji Matsumoto também foi o criador de outros trabalhos famosos como Capitão Harlock e a nave Arcádia, Expresso Galático 999 e mais recentemente, no seu retorno nos anos 90, com a animação Interstella 555, uma experiência áudio-visual em conjunto com a banda francesa Daft Punk[bb].

Vale lembrar também que o produtor Yoshinobu Nishizaki faleceu em 7 de novembro de 2010 devido á uma queda sofrida de um barco ancorado no porto de Futami. Nishizaki trabalhou em vários outros projetos como Umi no Triton e Urotsukidoji.

Na minha opinião: Diversão garantida para os fãs e os demais.