Black Lagoon – As leis do verdadeiro mundo do crime

Black Lagoon

Feriadão, virada cultural… e eu não botei a cara pra fora de casa, comecei a ver 3 animes novos, terminei 2 (alias muito bom os 3…) mas um deles me impressionou bastante, que foi Black Lagoon.

O cara que escreveu isso deve ser internado, de verdade… o cara é doente! O Tarantino fica no chinelo perto de toda a podridão e sangue envolvido nessa trama (em minha opinião).

A história gira em torno da companhia Lagoon, uma empresa marítima que burla a lei de vez em quando para cumprir o prometido (sim… Piratas) aos seus clientes (Grandes Mafiosos) e quando eu falo de burlar a lei é coisa como assassinato, extorsão, sequestro…

Certo dia a companhia Lagoon rouba uns dados que estavam na mão de um japa, é.. o cara é o tipico japa de escritório, capacho e engravatado. Sua empresa não esta nem ai e manda matar o cara junto com os dados para não haver vazamento de informação.

Bom, o cara sobrevive mas desiste de voltar para o Japão e entra pra tripulação da Lagoon, o problema é que o cara é todo certinho e tem alguns problemas pra se adequar ao modo de vida de pessoas que cresceram “no meio de uma vala suja, com cheiro de sangue, vísceras e chumbo”.

O anime vai mostrando as missões que eles vão pegando e tal… porem, não fica monótono em nenhum instante, a trilha sonora ajuda bastante nessa questão. A MadHouse (Sakura Card Captors, X, Animatrix (Wolrd Record), Death Note, Trigun, Kaiji, Claymore, Mosnter e Beck) faz um trabalho fenomenal nesse anime, as cenas de ação, perseguição e sangue estão fantásticas!

O anime em si não tem varias reviravoltas como os últimos da MadHouse que eu tenho assistido, mas, o lance do Japinha se atolando cada vez mais no submundo, sujando as mãos, faz você querer ver mais… Cogita-se uma terceira temporada, o final da segunda deixa isso bem claro. Vou ficar torcendo.

É isso ae, confira a abertura do anime abaixo:

Entusiasta de animação, música e filme. Um pouco boca suja, mas com minhas próprias opiniões.

Sinopse:Okajima Rokuro é um homem de negócios como qualquer um outro. Sua rotina é basicamente beber socialmente com seus clientes e ser chutado por seus chefes. Ele consegue um pouco de sossego ao ser enviado para os mares do Leste da China, cuja missão é entregar um disco a uma certa pessoa. O que ele não esperava é que o navio seria invadido por mercenários e o alvo é justamente o disco que Okajima tem em mãos… então ele conhece Revy, Ducth e Benny e logo estará envolvido em lutas entre máfias e vários outros trabalhos da empresa de entregas, nem sempre legais da Black Lagoon.