League of Legends

Easta Online – Mais um MMO no Brasil

Easta Online

Vou deixar aqui minhas primeiras impressões do jogo.

Bom, o jogo é bem bonitinho, essa foi a primeira impressão, o que leva a crer que o jogo é mais um daqueles que é também voltado pro público infantil, o irônico desse tipo de jogo é que a gente quase não ve crianças jogando, e como todo jogo online, dá um contraste até que ridículo ver aqueles personagens desproporcionais “bonitinhos” falando palavrões e referências a drogas ilegais.

Easta Online 01

Mas o jogo em si tem um ponto alto, ele é o chamado “ACTION RPG”, pra quem jogou bastante sabe que é bem mais divertido do que simplesmente clicar no inimigo e o seu personagem ficar batendo por você, ou até mesmo só ficar selecionando “attack”, “skills”, “magic” e coisa assim… mas não me entendam mal, existem rpgs fantásticos nesse formato, como praticamente todos os Final Fantasy, mas pra quem gosta de colocar um pouco de destreza envolvida com a batalha, esse jogo faz mais sentido, mais ou menos como no estilo de uma série clássica que é o Secret of Mana (Seiken Densetsu) e suas vertentes. Além de tudo da pra você defender e contra-atacar, o que torna a batalha mais divertida e interativa.

É sempre bom ver um jogo online no Brasil que não seja publicado pela Level Up!, que na minha humilde opinião, não sabe gerenciar jogos online (chegando ao nível da falência do MMO 2D de plataforma MapleStory!), a Hazit já publicou Priston Tale aqui e foi um grande sucesso, apesar das limitações costumeiras de RPGs que vem para nossa terrinha.

Easta Online 03

O jogo em sí não tem muita coisa inovadora, praticamente todos os elementos já foram vistos e revistos em outros RPGs, o que me leva a crer que o jogo foi feito baseado em pura pesquisa de mercado, no estilo do “Vamos fazer um jogo que agrade muita gente e de dinheiro”, sem se importar muito com a criatividade.

A coisa que eu achei mais diferente (e não necessariamente boa) foi o sistema de evoluir o personagem… até onde vi, não tem “hunting grounds”, todo exp é conseguido por quests, e as quests são geralmente feitas em grupos com mais pessoas, então não tem muito aquilo de voce ficar em um mapa a tarde toda matando bichos e esperando respawn.

As falas do jogo estão todas em coreano, inclusive as falas em inglês como uns “very nice” tem um sotaque tão distinto que você mal percebe que é inglês. Muitas das imagens de ajuda mostram menus em inglês, mas com subtítulos em português, acho que foi mais barato assim, mas até que se viraram bem pra compensar.

Easta Online 02

Eu acabei achando o jogo meio tedioso, perto do level 10 já estava ficando consideravelmente repetitivo, talvez eu não descobri todos os recursos do jogo, sei lá. Outra coisa, o jogo tem vários bugs já que está em versão beta teste. Ele rodou bem no meu PC (que era uma configuração acima da média em 2006…!), mas acontecem muitas quebras de polígonos, o tempo de resposta é devagar pra algumas ações e em um certo ponto eu cheguei a ficar empacado no meio de uma quest por que os inimigos, que tinham que morrer pra eu passar pra próxima parte, simplesmente desapareceram, ainda que mostrasse a localização deles no mapa e eu ainda tomasse porrada deles, sem ter como revidar.

Resumindo, não é o mais fantástico dos MMORPGs, mas tem seus pontos altos, pra quem gosta de mais ação, e apesar de uns bugs, o jogo parece funcionar bem, e claro, como sempre é um grande marco na história gamer brasileira conseguir um server de qualquer jogo internacional e consequentemente jogar com pouco lag e mais acesso ao cash do jogo.

No gods. No kings. Only men.

You can leave a response, or trackback from your own site.
Subscribe to RSS Feed Siga o TheMentes no Twitter!
Leia o post anterior:
chip
Nós queremos mais chiptunes!!

É, é isso aí. Jogo vídeo games desde os 3 anos (sim, isso mesmo), e tenho que admitir: sempre fui...

Fechar