Grasshopper Manufacturer pensa em fazer continuação de Shadows of the Damned

A Grasshopper Manufacturer é responsável por alguns dos melhores e mais malucos jogos do mercado. Suda51 experimentou bastante com Killer 7 nos dias do GameCube e produziu No More Heroes, um jogo bem interessante e legal de jogar. As histórias dos seus jogos são sempre bem malucas, com personagens únicos e bastante carismáticos, e Shadows of the Damned não é diferente. O jogo tem poucos personagens: Garcia (o protagonista), Johnson (a lanterna/arma dele), Paula (a namorada), Fleming (o vilão) e um vendedor de itens chamado Christopher.

Mesmo os nomes dos personagens são bem típicos. Em No More Heroes também não eram exatamente lindos, como Travis Touchdown e Shinobu (e ela era negra, com um nome japonês, mas tudo bem). Shadows of the Damned foi feito por um conjunto de bons desenvolvedores, utilizando uma mecânica similar à do Resident Evil 4, mas com melhorias de movimento, além de mecânicas únicas, próprias para o jogo, como as áreas em que você leva dano constante. E, obviamente, têm todas as piadinhas sexuais possíveis; cortesia do Suda51.

Infelizmente, as vendas de Shadows of the Damned foram inexpressivas, mesmo o jogo sendo bom. No More Heroes também não teve uma venda tão expressiva assim, mas ganhou uma continuação e duas versões especiais de PS3. Os produtores do jogo já afirmaram estar pensando em uma continuação para o jogo, mas ainda não sabem se irão ter a EA como publisher novamente. É bom ver os criadores dando valor às suas criações, e se tudo der certo, podemos esperar um outro bom jogo.

Game designer, designer gráfico, pesquisador em semiótica. Adora video games, tanto antigos quanto novos, e cresceu jogando e estudando estes games. Devido à influência da comunidade japonesa local, aprendeu a gostar de mangás e animes, e a não achar a língua japonesa alienígena (ter estudado o idioma talvez tenha ajudado). Não consegue trabalhar sem uma trilha sonora pra acompanhar.