Oruchuban Ebichu é um Hamtaro para maiores de 18

A primeira coisa que pensamos ao ver uma imagem desse mangá/anime é que ele seria uma cópia de Hamtaro ou coisa do gênero, mas estaremos completamente enganados!

Obra de Risa Ito, Oruchuban Ebichu é um mangá publicado desde 1991, cujo enredo é sobre uma hamster falante, cuja dona passa pela crise da meia idade aos 28 anos (isso mesmo, essa crise começa antes nas mulheres) com um emprego medíocre e um namorado nada fiel e muito do cafajeste. A lealdade de Ebichu (o nome do hamster) é no mínimo religiosa, pois mesmo após a sua dona espancá-la, pisoteá-la, esfaqueá-la, seu amor e respeito continuam fervorosos!

Tanto o anime quanto o mangá se passam em mini histórias do cotidiano de Ebichu, sua dona, chamada de OL (Office Lady – Mulher de Escritório) e o namorado dela Kaishonachi (Traste, Tranqueira). Posteriormente apareceu um novo personagem, conhecido como Maa-kun, que mantém uma paixão carnal (Zoofilia na cara!) pela Ebichu.

ebichu

Interessante foi o motivo pela qual Oruchuban Ebichu virou anime. Entre uma gravação e outra de Neon Genesis Evangelion, a Seyuu (dubladora) da personagem Misato Katsuragi morria de dar risada, lendo um mangá. Isso chamou a atenção dos produtores que gostaram do que viram e decidiram fazê-lo virar anime. E, não por acaso, a dubladora da Ebichu é a própria Misato.

As histórias são recheadas de violência, sexo, fumo, bebida e muita comédia. Recomendo a todos que assistam e leiam o mangá.