Simples e divertido, VVVVVV é side-scroll a moda antiga

Não, não foi um erro de digitação. Esse realmente é o nome do jogo que você vai conferir aqui.

VVVVVV (são 6 letras V) é um jogo de produção independente com gráficos bastante precários: baixíssima paleta de cores, personagens iguais somente com cores diferentes (e apenas 3 quadros de animação), cenários quadrados que não se parecem com nada e por aí vai. O áudio em sua maior parte é feito com o mesmo tipo de tecnologia usada no NES. A primeira impressão que VVVVVV passa é que você está rodando um emulador de jogos de computador dos anos 80. Poxa, mas que merda de jogo então – você deve estar pensando, mas não é bem assim. Essas características, somadas a sua criatividade e simplicidade é o que faz VVVVVV ser um jogo tão especial.

VVVVVV

Você controla um personagem chamado capitão Viridian. Durante uma expedição, devido a um problema em sua nave causado por uma interferência, você e todos os 5 membros da sua equipe são teleportados para pontos aleatórios de uma dimensão até então desconhecida. Sua missão é resgatar a todos e descobrir o que aconteceu, e eventualmente voltar para sua dimensão de origem.

Originalmente lançado pra PC e recentemente lançado para Nintendo 3DS (disponível apenas na eShop), VVVVVV é um side scroll com apenas um botão de ação e altíssima dificuldade, mas não ao ponto de ser frustrante, pois suas vidas são infinitas e há checkpoints em todo o lugar. Se você morreu, basta tentar de novo pois você já vai aparecer praticamente no mesmo ponto. Continue tentando inúmeras vezes até passar. E assim segue o jogo.

VVVVVV

A jogabilidade é simples e funciona muito bem. Ao apertar o botão você inverte a gravidade, fazendo com que o personagem grude no teto. Ao apertá-lo novamente ele volta ao chão. Sim, essa é a sua única habilidade no jogo inteiro, nada de pulos e ataques, só há esse botão.

As fases são cheias de armadilhas e puzzles sem complexidade porém difíceis. Há plataformas flutuantes e que se desintegram, muitos espinhos nos tetos, chão e paredes, itens a serem coletados para desbloquear modos extras, máquinas de teletransporte e outras coisas. Já os inimigos são totalmente aleatórios. Há palavras (isso mesmo, coisas como LIES e OBEY ficam se movimentando na tela para te matar), placas, formas geométricas, fantasmas, fumaça, homenzinhos sem cabeça, moedas, cifrões, bonequinhos com uma lança na mão e até coisas sem forma q simulam glitches gráficos. Tudo muito simples e divertido.

VVVVVV

O áudio é um show a parte. Se você viveu a era 8-bits e aprendeu a apreciar trilhas sonoras feitas em um sintetizador de som precário e limitado com somente 5 canais de áudio que o NES oferecia, mas que as vezes conseguiam ser fantásticas e criativas, você vai gostar das músicas desse jogo. Algumas são tão boas que lembram jogos como Megaman, outras já puxam mais pra um estilo de música eletrônica.

É uma pena o modo principal ser tão curto. Em menos de 3 horas você consegue fazer praticamente tudo. Alguns dos itens a serem coletados são muito difíceis e levarão um tempo extra, mas depois disso não há mais o que fazer. Mas por outro lado, há varias outras fases separadas do modo principal, feitas por fãs e outros membros da equipe de criação do jogo (uma delas inclusive feita pelo compositor da trilha sonora). Muitas são insanamente difíceis que só vão agradar quem curte um desafio ainda mais alto.

VVVVVV

VVVVVV é um jogo bastante simples em todos os aspectos, mas que chama a atenção daqueles que passaram a infância grudado num Atari ou em um NES. Mesmo quem não viveu essa época pode se divertir muito devido a sua jogabilidade criativa e método de tentativa e erro, que dá aquela sensação de persistência na base do “dessa vez vai”.

Disponível na eShop (Nintendo 3DS) por R$ 13,00 e na Steam por $ 4,99. Quem quiser, pode baixar o demo para PC/MAC aqui.