League of Legends

Spider-man: Edge of Time

Edge of Time

O amigão da vizinhança voltou em mais um game, ainda na mesma plataforma que o Shattered Dimensions.

Agora a treta é um cientista da Alchemax em 2099 volta no tempo para mudar a história. É aí que Miguel O’Hara, o Aranha de 2099, entra em cena. Ele tenta impedir que o vilão (sob a voz de Val Kilmer) volte no tempo, mas em vão… Agora o Homem Aranha 2099 contará com a ajuda do Aranha do presente, o Peter Parker. Tal roteiro é assinado por um dos criadores dos quadrinhos do Homem Aranha 2099, Peter David.

O estúdio por trás da obra é a Beenox, sob a batuta da Activion, fez marketing do seu sistema “causa-e-efeito”, onde os acontecimentos no passado influenciariam o futuro. Mas o negócio não é bem assim. Acontece que em determinada parte do jogo os Aranhas trocam de época, e por meio de um link telepático, se comunicam, pois bem, quando o Aranha que está no futuro está em maus lençóis, o Aranha no passado chuta alguma coisa no cenário para que isso impeça o mal ao Aranha no futuro. Simples assim. Não há variações dos acontecimentos no continuum de espaço-tempo, é tudo travado aos trilhos do jogo.

Spider Man Edge of Time

Ainda diferente dos jogos do teioso no Playstation 2, não vemos os mundos abertos como antigamente, mas há cenários gigantescos como a estufa de plantações em 2099.

A história é boa, se desenrola super bem. Mas chega a ficar massante o sistema do God of War, onde você senta o cacete nos inimigos e vai fazendo o upgrade das habilidades, e claro, há quick-time-events!

Quem jogou o Shattered Dimensions, se lembrará das partes de queda livre em 2099. Aliás, o save no console do Shattered Dimensions, libera no Edge of Time 8 novos outfits pro Aranha!

Spider Man Edge of Time

Enfim, sou fanzasso do Homem Aranha, além do universo 2099 e não poderia deixar de comprar o título. Gostei do roteiro, a história é divertida apesar da ausência de super inimigos e de vermos o Eddie Brock como Anti-Venom. O encontro do Aranha do presente com o de 2099 nos quadrinhos rende curta diversão aos leitores, e não é diferente no jogo.

Recomendo a compra para fãs e o empréstimo para os demais, pois o jogo é detonável em 1 dia.

A versão analisada foi a de Playstation 3, mas o jogo também encontra-se para Xbox 360, Wii, DS e 3DS.

Aloha!

Preguiçoso e irritado, é fã de Street Fighter. No tempo livre de seu trampo sigiloso IRL escreve pro TheMentes com todo seu charme.

You can leave a response, or trackback from your own site.
Juno Cecilio disse:

Fiz o Review desse pra EGW e pra NW.. Tive que jogar o de Wii e o de ps3.

incrível como o do Wii perde só na resolução (que não é HD)

O jogo é legal pra karaleo mesmo.. o foda é que nesse os Homem-Aranha ficam enjaulados dentro do prédio.. o jogo perde muito com isso…

parece um retrocesso ao Shrattered Dimensions.. mas ainda assim é um jogo legal.

Kerplunk disse:

Porra Juno, sou super tendencioso pra falar de jogo do Homem Aranha… Gosto de todos, mas a falta da Manhattan aberta é triste mesmo…

Procurarei a EGW do seu texto!

Subscribe to RSS Feed Siga o TheMentes no Twitter!
Leia o post anterior:
anime6
Parceria com JB Group trará Crunchyroll para o Brasil

Uma ótima notícia para os fãs de anime brasileiros, é que em breve poderá assinar o serviço Crunchyroll, graças a...

Fechar