Toku na TV brasileira: Ryukendo!

Madan Senki Ryukendo

Essa série é ótima! Madan Senki Ryukendo (Crônicas Mágicas Ryukendo no Brasil) é uma produção da Takara Tomy, famosa marca de brinquedos japonesa, que a princípio serviria apenas como um mote para vender “tranquelhadas” para crianças, mas que acabou em destaque ao enorme senso de humor.

A história se passa na cidade de Akebono no Japão, típica cidadezinha do interior japa onde todo mundo se conhece. Narukami Kenji é um jovem que se muda para o vilarejo e, pela ironia do destino, acha a espada falante GekiRyuKen que o escolhe para ser o guerreiro RyuKenDo. Qual o trabalho dele? Exterminar todos os demônio da cidadezinha. Depois de um tempo, Kenji é recrutado pela S.H.O.T. (Shoot Hell Obduracy Troopers), formalizando o posto de exterminador de demônios junto com o parceiro pistoleiro RyuGunOu.

Ok, os efeitos são legais, o visual dos personagens também, mas o que realmente chama a atenção na série é o humor. Apesar de ser uma série com grande apelo infantil, o humor agrada todas as idades: protagonista bobalhão que tem uma quedinha pela mocinha da floricultura, mas é tímido ao extremo, herói parceiro que é o cara sério que depois se torna o melhor amigo, e depois um terceiro guerreiro com o clichê Vegeta: inimigo no primeiro momento, parceiro posteriormente.

Ryukendo

Com o decorrer da história os heróis ganham upgrades, veículos, novas armas e poderes elementais, tudo invocado através de chaves mágicas usadas em suas armas, pelo menos a Takara optou por seus heróis não usarem celulares nem cards, o que já tá muito batido no meio tokusatsu…

As canções de abertura e desfecho da série também merecem uma menção, já que foge também do J-Rock boiola e são acompanhadas por cenas engraçadíssimas, como a cobrança de falta numa partida de de futebol entre os heróis e os inimigos.

A série foi transmitida no Brasil pela RedeTV em abril desse ano, o que é um grande passo para a TV brasileira, que apostava em heróis reciclados da Saban que os originais nipônicos, como anos atrás, e que resultou em grande audiência. Agora aguardemos que maiores investimentos sejam feitos para que tragam mais tokusatsus pro Brasil.

Aloha!

Preguiçoso e irritado, é fã de Street Fighter. No tempo livre de seu trampo sigiloso IRL escreve pro TheMentes com todo seu charme.