League of Legends

Vandal Hearts – Um dos melhores jogos da Konami

Vandal Hearts

Quando eu era mais novo, praticamente só jogava games de futebol. Os que eu mais gostava eram os da Konami (International Super Star Soccer e a série Winning Eleven). Entretanto, encontrei um jogo chamado Vandal Hearts e só o comprei por causa da produtora, coloquei no meu Playstation e fui ver o que dava.

O jogo não era parecido com nada que eu tinha jogado antes, plataforma, “parado”, em turnos, graficamente estranho e tinha história. Fui jogando, e jogando..até que me viciei no jogo. Os personagens de Vandal Hearts são todos carismáticos, e não meia dúzia de gato pingado que tem história e o resto você vai trocando. TODOS são importantes e têm suas características que fazem a diferença na estratégia do jogo.

O lance dos turnos é muito bom. É como jogar xadrez com mais emoção e sangue, fora que as “peças” são diferentes e o ambiente também muda toda hora, isso faz você ter que pensar rápido. Infelizmente, a inteligência artificial de Valdal Heats é, muitas vezes, previsível, mas acho que isso dá um certo charme ao game.

Os jogos de “RPG” de estratégia se abriram para mim. Terminei 3 vezes esse game e ainda coloquei no meu PSP. Eu gosto mais dele do que de Final Fantasy Tatics, não estou dizendo na qualidade do game, mas sim pelo sentimento aos personagens e nostalgia.

A segunda versão de Vandal Hearts não me agradou tanto quanto a primeira. Achei tudo mais fraco. Até o gráfico que estava melhor para mim, piorou. Mas como eu disse: “isso é uma questão pessoal.”

Incrível como anos depois, Ash, Clint, Diego e seu grupo ainda me faz ficar horas parado e quebrando a cabeça para terminar de maneira diferente e perfeita possível. Isso me deixa com muita vontade de jogar “Vandal Hearts: Flames of Judgment” para a Live do Xbox (que vai se passar antes da história do Vandal Hearts I ), mas só vai rolar se o BeGOD der um jeito.

Curta o inicio do primeiro jogo:

Entusiasta de animação, música e filme. Um pouco boca suja, mas com minhas próprias opiniões.

You can leave a response, or trackback from your own site.
Rasec disse:

Valdal 2 é “bacaninha” e só. FFT 1 da um caceta no VH 2. Agora o 1 é genial.

jhou disse:

Concordo com tudo oq vc descreveu deste maravilhoso game…vandal 1 foi simplesmente…não tem como descrever…muita gente nãoconhece, e se conheceram foi o vandal 2, que me decepcionou em muitos pontos, realmente, um jogo muito carismatico, ”simples” de se jogar e que te envolve do começo ao fim…acho q está lado a lado com o FFT, mas isso vai de cada um.Recomendado, emule este game e seja feliz!!!!!

Subscribe to RSS Feed Siga o TheMentes no Twitter!
Leia o post anterior:
Top 10 – Franquias de jogos de luta!

Tá aí o meu gênero preferido de games, se tem um tipo de jogo que dou um pau em meus...

Fechar